segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Mudanças... estratégia para nossa felicidade!



Começamos mais uma semana... mais uma grande oportunidade de recomeçarmos também, em conjunto com ela. Grande chance de reformarmos pensamentos, renovarmos atitudes e sentimentos que nos possam garantir mais alegria e prazer na vida. Afinal a vida é constante mudança, nada permanece o mesmo por muito tempo e muitas vezes é o não entendimento dessa verdade que leva muitos a tristeza e revolta quanto a vida.
Não é raro nos depararmos com situações de extrema rebeldia com situações que fugiram ao nosso controle. Há casos tão sérios de revolta e não aceitação quanto a experiências que temos que enfrentar, levando inúmeras pessoas a depressões terríveis!! Sim, em verdade nossos sentimentos influem incrivelmente em nossa vida, em nosso organismo. O neurologista Antônio Carlos Costardi, de Taubaté (SP), autor de vários livros sobre a mente, entre eles “Um condomínio chamado família”, faz essa afirmação há anos. “Costardi nos diz que a hipertensão arterial sistêmica ocorre em pacientes com personalidade controladora, que, ao perderem o controle de uma determinada situação, geram um sentimento de raiva que, descarregado sobre o seu próprio corpo somático ( corpo orgânico ), produz, entre outras coisas, a hipertensão arterial”, afirma.
Faz-se necessário estarmos mais atentos como estamos encarando as experiências que a vida vai nos oferecendo... estamos sempre pessimistas, negativos, preocupados, angustiados? Fura o pneu de nosso carro e logo gritamos: mas isso só acontece comigo ( será que só conosco fura o pneu? )!! Estamos sofrendo até por coisas que talvez nem venham a acontecer? Então é hora de repensarmos como estamos nos portando diante das lutas da vida. Para a vida ser mais feliz, não é necessário que ela se faça ao nosso modo, como imaginamos que deveria ser, mas sabermos aproveitar cada situação como experiência que pode nos acrescentar, nos fazer amadurecer e evoluir.
No livro “Prazer de Viver” do Espírito Ermance Dufaux, ela nos convida a refletir que o prazer de viver é conquista de quem cultiva a fé e a esperança. É hora de pararmos de perguntar o por que das dores, mas sim perguntarmos o para que a dor na minha vida? O porquê não cria muitas vezes sentido para a existência e pode levar a conflitos pavorosos nos sombrios porões do remorso. Saber para que vivemos, para que passamos pelas experiências, para que renascer e lutar é a fonte que vitaliza o ato de viver. Passamos a ver um objetivo em nossa existência e não somos mais vitimas do destino, da fatalidade!!!


Isso nos leva também a necessidade do auto-amor, que nos permite enxergarmos que temos condições de vencer as provas do caminho. Não podemos mais afirmar não sou capaz, sou muito pequeno, não consigo... diz o ditado popular que ninguém carrega uma cruz mais pesada do que pode carregar. Todas as situações em que somos testados pela vida, nos defrontamos com um chamado a irmos além, seguirmos em frente e amadurecermos. Temos que acreditarmos em nós mesmos, no nosso potencial como filhos de Deus. Não é verdade a afirmação que não há saída para essa ou aquela situação, sempre há uma saída!! Diante da ofensa temos 2 opções: podemos perdoar ou guardar rancor. Se perdoamos nos livramos de uma carga excessiva que apenas atravancava nosso caminho; se guardamos o rancor, passamos a andar com um braseiro no peito!! Diante da doença temos 2 opções: podemos nos resignarmos e enfrenta-la com todos os recursos a nossa mão ou podemos nos revoltar com a vida e questionarmos por que comigo. Se nos resignarmos teremos a serenidade e paciência para alcançarmos mais facilmente a recuperação; se nos revoltarmos apenas agravamos nosso estado físico e emocional e em nada resolve o problema. Sempre há uma saída, agora qual iremos escolher é opção nossa. A vida é nossa, fazemos dela o que quisermos!! Assim Deus nos criou, artífices de nossa alegria ou tristeza, paz ou guerra, amor ou ódio, pois nos deu o livre-arbitrio para decidirmos por nós mesmos o que queremos para nosso caminho!!!
Acordar todos os dias com a chama da esperança acesa. Acreditar que merecemos ser felizes. Saber escolher os caminhos para construir os nossos sonhos e desejos de modo digno. Gostar do mundo e das pessoas como são. Ter uma relação de amor consigo mesmo. Saber sorrir nos momentos mais difíceis. De tudo isso somos capazes quando nos amamos e amamos a vida que possuímos, não importando os empecilhos que surjam. Tendo esperança, fé de que após a tempestade sempre vem a bonança. E que podemos amenizar a tempestade de acordo como encaramos as situações que vão aparecendo!! Prazer de viver é uma construção que fazemos todos os dias e essa semana que começa nos chama mais uma vez a encontra-lo em cada ação nossa!!! Abraço a todos e muita alegria nessa nova semana!!!


Diogo Caceres

8 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Diogo, maravilhoso texto Amigo!... Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

Lucí disse...

Olá, Di..

Bom como sempre eu vim colher a sementinha do amor..Ahh ontem eu passei por aqui e fiz o desafio, não foi por falta de educação eu não aparecer para agradecer eu ser lembrada, é que finais de semana, raramente eu entro na internet, ontem foi uma exceção. Masss eu adorei!.

Adoro ler. Os livros são meus grandes companheiros no meu silêncio! Além do livro que eu citei eu estou lendo mais dois, um técnico e o Livro dos Médiuns,ano passado eu li o Livro dos Espiritos.

Eu tinha comprado os dois juntos, mas confesso que colher a sementinha aqui, foi o que me impulsinou a voltar a ler. Principalmente por tanto minha mae como meu irmao, terem mediunidade, e por ver coisas e muitas coisas dentro de minha propria casa quando criança, que eu fiquei muito descrente, negando o inevitavel, afinal do que servia tudo aquilo que eu presenciava se a nossa vida era ruim?

Ai entra o teu post de hj, eu precisei perder meu pai, cair em depressao, pq eu não pude ve-lo e em vida meu pai fez muitas coisas que perante dos olhos do mundo, eram coisas totalmente erradas, como abandonar a familia, nos renegar e fazer outra familia, e no final sofrer tanto para morrer, e no dia em que partiu ele chamou por mim para me pedir perdao do que ele me fez.. e eu nao pude estar la, pq eu tbm estava em outro hospital bem longe.

Em depressao severa, eu vendo que ia cometer uma loucura, foi que lembrei da minha mae, espirita e que me dizia exatamente isso: "Deus não te um fardo maior que vc nao possa carregar". Foi quando procurei um centro, sai da depressao, e principalmente..parei de me culpar e fazer perguntas, apenas aceitei e foi quando encontrei minha paz interior e posso dizer que nunca mais fui infeliz.

Obrigada. Boa semana! Bjosss ^^

FRAN "O Samurai" disse...

Olá amigo!

Li e refleti muito sobre sua postagem!

Ontem (segunda-feira), eu conversei com minha chefa, um diálogo bem aberto sobre as coisas que estavam acontecendo entre a gente, pois somos pessoas de pensamentos totalmente diferentes e isso causa um certo atrito no local de trabalho.

As vezes eu ficava muito irritado com a atitude dela de sempre me perseguir no trabalho e de procurar saber de minha vida pessoal. Eu não gosto quando as pessoas questionam sobre minha família, amigos ou pessoas em minha volta, porque penso que cada um tem o seu próprio mundo para cuidar.

Tento preservar essas pessoas, sobre fofocas e comentários de terceiros. Não gosto disso. Mas eu conversei com ela pois eu andava muito chateado com as atitudes dela e durante semanas eu trabalhava calado e suportando seus comentários. Até de egocêntrico ela me chamou (risos).

O pior é que mesmo estando quieto no meu canto, sempre tinham que mexer comigo. Poxa gente! Deixem-me em paz né.

Não questiono a vida de minguém. Sempre fui assim. E sou uma pessoa que guarda muita mágoa e coisas desagradáveis dentro de mim pois não gosto de descontar em ninguém. Teve uma época que tive gastrite nervosa por causa disso.

Tenho que rever isso e cuidar melhor de mim. Andei ultimamente um pouco estressado com problemas na minha família, mas essa semana tudo deu uma virada legal e estou muito bem.

Tudo bem no trabalho agora e com minha família.

Belo post.

Abraço.

Tatiana disse...

Belíssimo texto Diogo.

Estava realmente precisando ler algo assim!

Só tenho a agradecer a Deus a oportunidade de te conhecer!

Um dia repleto de dádivas ao seu belo coração!

Beijinhos

Vanessa. disse...

Sempre palavras maravilhosas Diogo :)

Déia disse...

Oi meu amado irmaozinho do meu coraçao..
Ai ai você sempre inspirado pelos espíritos iluminados em sua postagem heim?
Depois nega ter ligaçao com eles ne .. ai ai .
Bem nossa vida , a cada semana , a cada mês, a cada minuto é um momento para revermos nossa vida e nossos passos.
Eu qnd jovem era um pessoa muito explosiva e nao pensava muito em reagir e responder a altura as ofensas.
Caramba ainda tenho um enorme caminho a trilhar na ceara do bem e da luz.
Mais com a dor, os diversos problemas e as multiplas dificuldades aliadas a abençoada filosofia espirita que abracei com amor , venho lapidando minha alma pouco a pouco.
Bem voce tem acompanhado tudo que passei nesses ultimo anos como meu amigo sempre presente.
E te digo uma coisa :
Sem Deus na minha vida , minha família e voce nesses tres anos , talvez eu nao tivesse aprendido tanto.

enfim sempre á um novo momento de se modificar e SER FELIZ..

Beijos Anjo

Luciene de Morais disse...

Eita, parece que nosso tema hoje é parecido! Beijos amigo, obrigada pela visita.

REGGINA MOON disse...

Diogo,

Sou grande apreciadora do Doutrina espírira, já de longa data, nos ensinamentos de Kardek, encontro as respostas para a maioria de minhas questões...por isso, é a que mais me diz ao coração.
Beijos....

Em visita,
Reggina Moon